[Marcus Review] PIER SOLAR

    Compartilhe
    avatar
    shavasko

    Mensagens : 1297
    Data de inscrição : 30/06/2014
    Idade : 32
    Localização : Ilha Solteira SP

    [Marcus Review] PIER SOLAR

    Mensagem por shavasko em Sex 27 Nov 2015, 02:36

    fazem algumas horas que apreciei esse majestoso old school RPG japoréga, produzido para MEGA DRIVE (como base), e diga-se de passagem, que trabalho incrível pra um 16 bits hein, mesmo que já seja por si só uma aberração um jogo de 64mb, em com alguns momentos vibrantes em termos de efeitos, mas sem animações 3D (muito comuns nos jogos de 1995)
    a remasterização ficou digna até certo ponto, o visual dos cenários melhorou muito, mas os do sprite ficou preguiçoso.
    a trilha sonora foi tb remasterizada em troca de sintetizador.
    E assim como HALO anniversary, você pode trocar o estilo visual pro retro a hora que quiser.
    Agora falarei do jogo no aspecto da criação, levando em consideração o que ele é dentro da plataforma (MEGA DRIVE)
    Fazia tempo que eu não jogava algo desse genero. Nem cogitava, mas por ser um jogo com direção de um Brasileiro (Túlio Gonçalves), eu fiz questão de prestigiar, assim como pretendo fazer com a maioria desses jogos.

    A essência do genero está toda lá. Claro que qualquer um vai se incomodar com alguns diálogos infantilóides, excessos de combates e repetição de inimigos, muita linearidades, mecânicas interativas obsoleto (aqui ainda se anda ortogonalmente), assim como algumas esquisitices que te levam a empacar por algumas horas te obrigando a irritantes e insistentes investigações, mas o enredo e a maneira como se desenrola torna o jogo muito cativante, do tipo: "Porque ainda estou jogando algo tão obsoleto e ruim até agora?"... é são daqueles clichês bem safados mesmo que envovle: amizade, revelações, "o escolhido", as coincidências, salvar o mundo, morre fulano...

    Alguns NPCs tem discursos muito maduros e reflexivos, outros são pura bobagem e perda de tempo. O jogo lembra muito Phantasy Star 4, mas eu particularmente acho PhantasyStar4 uma obra prima do gênero quase do nível do Chrono Trigger / Final Fantasy VI / Mother 3, mas querer q um jogo seja como Phantasy Star é pedir demais, ou FF6 então, nem sonha. Resultados do nível do PIER SOLAR já é mais do que satisfatório e vale a pena ser prestigiado porque é coisa que veio da nosso país.

    Se você pensou que Brasil é fábrica de joguinhos estupidos pra celular, cheaters de MMO e DOTA. Está muito enganado. Já joguei coisa séria que é ruim pra danar  como ARITANA, ou esses jogos 100% produzidos pela TECTOY [que pásmem, melhor darem preferencia aos "rom hacks" da Turma da Monica q é melhor investimento], e antes do brasilzão produzir maravilhas como Oniken, Odalus e Chorma Squad, um projeto ousado com direito a fabricação de cartucho com capacidade maior que o console já viu foi criado aqui dentro. Lembrando que isso não é 100% Brasileiro, mas só de ter um brasileiro na produção e direção e uma equipe com muitos brasileiros, já dá um gostinho de esperança desse país ser atraente para desenvolvedores de videogame [lembrando que Lei Rouanet é um absurdo, e que mercado não se atrai dessa forma, e sim com redução ou isenção de impostos em todas as etapas da produção até chegar na casa do consumidor]

    os JRPG old school já não são mais a minha praia [eu acho que eu evoluí], devo alertar que esse jogo foi muito muito muito competente de me convencer a jogar até o fim e que só por isso, dependendo da sua paixão pelos clássicos que muita gente morre de amores [Chrono Trigger principalmente], peço encarecidamente que prestigiem essa obra.

    E quem já tem o jogo em mãos e for começar, já vou alertando que vai ter coisa que você vai torcer o nariz, mas garanto que o design de level vai te atordoar um bocado de vezes, não tanto quanto faria os mais avacalhados do genero (que na minha opinião é o Phantasy Star 2), mas pode apostar que não vai ter muita moleza aqui.


    Se tu um dia gostou do genero, JOGUE ISSO! Senão, fique longe.
    Se vc não gosta do genero mas torce muito pro Brasil virar uma potencia em desenvolvimento de jogos para consoles e PC, jogue e se sinta orgulhoso! O Brasil já é muito bom em consumo de videogames mesmo com todas as dificuldades! E nessa fase difícil, nada melhor que novos mercados para ajudar essa nação assombrada e destruída pela decadência política e economica a ser mais visado por investidores. 

    PIER SOLAR

    Nota 5/10 (razoável)
    avatar
    Vilela

    Mensagens : 2276
    Data de inscrição : 30/06/2014
    Idade : 33

    Re: [Marcus Review] PIER SOLAR

    Mensagem por Vilela em Sex 27 Nov 2015, 10:28

    Gameplay horroroso, mas o jogo tem "charme".

      Data/hora atual: Sex 21 Jul 2017, 09:34