[Discussão de Domingo]O mito da minoria radical muçulmana

    Compartilhe
    avatar
    Cat Sensei

    Mensagens : 1660
    Data de inscrição : 30/06/2014

    [Discussão de Domingo]O mito da minoria radical muçulmana

    Mensagem por Cat Sensei em Dom 15 Nov 2015, 00:26

    Bem mais grave do que o mito da “minoria infiltrada de vândalos” nos protestos do Movimento Passe Livre em 2013 no Brasil é o da minoria radical muçulmana, decerto defendido pelos “especialistas” da Globo News. Não é difícil disseminá-lo. Basta mostrar às pessoas que os terroristas que matam inocentes são minoritários entre os muçulmanos e daí concluir que a maioria é pacífica uma vez que não comete atentado algum. Diga ainda que líderes de tais e quais entidades muçulmanas condenam os atos e pronto. Já convenceu os incautos.

    O problema é que terroristas recebem apoio moral, financeiro e religioso daqueles que não são os próprios terroristas, mas que podem e devem ser chamados de radicais. No vídeo legendado abaixo, Ben Shapiro mostra por meio dos dados de pesquisas feitas em cada país com população muçulmana quantos indivíduos são radicais de fato.
    -


    -
    Pois é. Mais de 800 milhões de muçulmanos são radicais. Mais da metade da população muçulmana na Terra. E, infelizmente, o mito da minoria radical muçulmana “ainda vai matar muita gente civilizada”, como supostamente aconteceu nesta quarta-feira em Paris, já que durante o atentado, parcialmente filmado por testemunhas nos prédios vizinhos, os agressores gritavam “Alá é grande”, em árabe. (A chargista Corinne Rey, que assina como Coco, presenciou o ataque e afirmou ao jornal francês L’Humanité que os terroristas “falavam francês perfeitamente” e “reivindicaram ser da Al Qaeda”.)


    Eu também havia falado aquiaqui e aqui da histeria politicamente correta que, sob a bandeira do multiculturalismo, impede não só certas medidas de segurança que eventualmente podem salvar vidas, mas o próprio debate sobre quais delas seriam as mais eficazes para conter o avanço dos radicais islâmicos sobre o Ocidente.
    Citei os casos emblemáticos do atirador de Fort Hood e dos terroristas de Boston, em que a morte de inocentes poderia ter sido evitada não fosse a irresponsabilidade – para dizer o mínimo – disfarçada de “tolerância” promovida pelo governo Obama, o mesmo que abriu caminho, como mostrei aqui, aqui e aqui, para os terroristas do Estado Islâmico do Iraque e do Levante (ISIS, na sigla em inglês) cometerem as maiores atrocidades no Iraque, decapitando e executando cristãos, yazidis e até jornalistas internacionais.

    Como escrevera João Pereira Coutinho no artigo “Nós, os vermes“: “Mas já seria um grande contributo se o Ocidente fosse um pouco mais intolerante com a intolerância daqueles que recebemos, alimentamos, sustentamos – e enlouquecemos de ódio com o ódio que sentimos por nós próprios.” Em seu livro A civilização do espetáculo, Mario Vargas Llosa também defende ideia semelhante, enfatizando que é o imigrante quem tem de se adaptar à cultura local, não o contrário.
    Na Inglaterra, vale lembrar que Mohammed já é o nome mais popular entre os bebês do sexo masculino; e, só para se ter uma ideia de como o pavor de ferir suscetibilidades vai se transformando na pura submissão de um país às imposições de uma religião minoritária que representa apenas 4,5% de sua população, a rede Subway resolveu abolir todos os derivados de porco (basicamente presunto e bacon) de seu cardápio para, segundo eles, não ofender os muçulmanos.
    Os conservadores, tratados no mínimo como porcos pelos esquerdistas, também tiveram suas ideias – ainda mais saborosas que presunto e bacon – abolidas do cardápio universitário ocidental para não ofender os professores militantes. E o resultado prático está aí: um rastro interminável de sangue.
    * Veja também os vídeos abaixo:

    1) Achando que conseguiria pegar David Horowitz no contrapé durante palestra no campus de UC San Diego (um dos mais esquerdistas dos EUA), uma estudante radical é confrontada com sua própria incoerência e admite publicamente o que poucos admitem:

    -
    2) A jornalista libanesa e sobrevivente do terror islâmico Brigitte Gabriel dá uma resposta arrasadora a uma estudante identificada como Saba Ahmedo em debate promovido pela Heritage Foundation sobre as mortes de quatro americanos em atentado em Bengasi, na Líbia.




    Fonte:



    http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil/cultura/o-mito-da-minoria-radical-muculmana/
    avatar
    Stallone Cobra

    Mensagens : 708
    Data de inscrição : 30/06/2014

    Re: [Discussão de Domingo]O mito da minoria radical muçulmana

    Mensagem por Stallone Cobra em Dom 15 Nov 2015, 00:55

    E o Brasil tá de braços abertos pra receber os refugiados sírios aí, rs. O problema eu nem acho que seja o radicalismo, o problema é que a religião muçulmana já traz a violência embutida. O Corão incita eles a matar os "incrédulos". Então, radical ou não, quem segue essa religião aí naturalmente vai tender à violência.
    avatar
    Jeremias

    Mensagens : 4563
    Data de inscrição : 30/06/2014
    Idade : 25

    Re: [Discussão de Domingo]O mito da minoria radical muçulmana

    Mensagem por Jeremias em Dom 15 Nov 2015, 01:04

    Cara to nervoso demais pra participar desse tópico em particular no momento.

    Desculpas, talvez outro dia eu contribuo algo aqui que não seja pura revolta.

    Por enquanto deixo um comentário e um video... comentário é que o Ben Shapiro é o cara, o video é esse aqui ó:


    You rage you lose. Boa noite Europa, durma bem.


    _________________
    Movi os top 10 pra cá: http://pastebin.com/raw/r9NSSXXr
    Tem Mario Maker? http://pastebin.com/raw/MgfZJ3FF
    avatar
    Jeremias

    Mensagens : 4563
    Data de inscrição : 30/06/2014
    Idade : 25

    Re: [Discussão de Domingo]O mito da minoria radical muçulmana

    Mensagem por Jeremias em Dom 15 Nov 2015, 01:44

    Ah vai, mais um video e mais um comentário.

    Stefan Molyneux também é o cara.


    A coisa ta feeeeeeeeeeeeia, vou viver pra ver o circo pegar fogo, e sem surpresa alguma já sempre sabendo onde tudo isso ia parar, sempre soube como o mal ia vencer o corpo enfraquecido da sociedade (pelo câncer que popularmente é conhecido como esquerda, pseudo-liberais modernos, politicamente correto, "SJWs", etc), só não sabia quando.

    Quero ver se a "tolerância" dos parasitas vai até a destruição da cultura, das nações, e das raças deles, de tudo que eles conhecem e tudo que os seus ancestrais morreram pra proteger, todas as liberdades perdidas. Traidores, se o mal que eles trouxeram pras nossas terras não estuprar e cortar a cabeça deles em nome do Allah antes, eu espero que o bem que sobrou no fim de tudo enforque todos eles.


    _________________
    Movi os top 10 pra cá: http://pastebin.com/raw/r9NSSXXr
    Tem Mario Maker? http://pastebin.com/raw/MgfZJ3FF
    avatar
    André ► ❻ ◄

    Mensagens : 1774
    Data de inscrição : 30/06/2014

    Re: [Discussão de Domingo]O mito da minoria radical muçulmana

    Mensagem por André ► ❻ ◄ em Dom 15 Nov 2015, 02:34

    Sem contar o avião que derrubaram esses dias. Prometeram agora ataque a Londres, Roma e Washington. Esse ISIS é um dos piores cânceres que eu já vi.
    avatar
    André ► ❻ ◄

    Mensagens : 1774
    Data de inscrição : 30/06/2014

    Re: [Discussão de Domingo]O mito da minoria radical muçulmana

    Mensagem por André ► ❻ ◄ em Dom 15 Nov 2015, 02:49

    Stallone Cobra escreveu:E o Brasil tá de braços abertos pra receber os refugiados sírios aí, rs. O problema eu nem acho que seja o radicalismo, o problema é que a religião muçulmana já traz a violência embutida. O Corão incita eles a matar os "incrédulos". Então, radical ou não, quem segue essa religião aí naturalmente vai tender à violência.
    Vamos ficar bem na fita tirando ondinha de bonzinho e vamos receber centenas de milhares de refugiados sem pensar nas consequências desse ato. O importante é resolver a questao humanitária trazendo um grande problema pra dentro de nossa casa.
    avatar
    André ► ❻ ◄

    Mensagens : 1774
    Data de inscrição : 30/06/2014

    Re: [Discussão de Domingo]O mito da minoria radical muçulmana

    Mensagem por André ► ❻ ◄ em Dom 15 Nov 2015, 02:50

    O que deve ter passado de maluco nessa onda de refugiados. Esse ataque foi só a ponta do iceberg.

    Curiosamente os caras ainda trouxeram ak's do leste europeu para esses ataques, Já que esse tipo de armamento é praticamente inexistente dentro da França.
    avatar
    coelho

    Mensagens : 961
    Data de inscrição : 04/07/2014

    Re: [Discussão de Domingo]O mito da minoria radical muçulmana

    Mensagem por coelho em Dom 15 Nov 2015, 08:04

    Esse vídeo prova tudo.
    avatar
    The Era of Luigi

    Mensagens : 1498
    Data de inscrição : 30/06/2014

    Re: [Discussão de Domingo]O mito da minoria radical muçulmana

    Mensagem por The Era of Luigi em Dom 15 Nov 2015, 08:47

    Contra fatos não há mais o que se dizer. Os refugiados foram a estratégia mais simples pra se receber os terroristas. O ISIS deve ter achado graça.
    avatar
    shavasko

    Mensagens : 1297
    Data de inscrição : 30/06/2014
    Idade : 32
    Localização : Ilha Solteira SP

    Re: [Discussão de Domingo]O mito da minoria radical muçulmana

    Mensagem por shavasko em Dom 15 Nov 2015, 10:19

    a gente ainda tem sorte desses caras não serem uma potencia nuclear. Aliás, deveriamos aproveitar enquanto é tempo, essa guerra não vai gerar tanta pobreza e miséria.

    o mundo tá quase começando a cair na real que esse povo é equivalente aos Nazistas e devem ser exterminados a todo custo. Aqui a linguagem deve ser EXTERMINIO, não tem diálogo, não tem prisão, apenas morte, e digo TUDO, TUDO.

    aproveitando aquele termo que vivo a repetir sobre o Xbox One, é partir pro MASSACRE, independente se é mulher ou é criança.

    Temos que a aproveitar a situação (enquanto eles não tem apoio de nação alguma, enquanto eles não são uma potência nuclear, enquanto a imprensa mundial se revolta contra ele), enfim, temos que aproveitar e destruir esses demônios, que diferente daquele demônio da Koreia do Norte, não tem apoio da China que é uma potência nuclear.

    enfim, é melhor agir agora enquanto não isso tudo não é tão caro quanto uma 2ªGuerraMundial.


    Vivemos sim uma série de questionamentos sobre todos os problemas, e isso gera um atraso letal pra tomar atitude. É que nem no Brasil em que ficam arrastando a situação decadente e com isso o país só levando fumo e se lascando com a CRISE.

    O mundo é muito improdutivo na hora de reagir. Nossa sorte é que nossos demônios são até  pequenos em comparação a encrenca da Ditadura Norte-coreana ou domínio do estado islâmico, Al Kaeda, Jihad. Digamos que existem demônios como os nossos em estágio avançado como em Cuba e na Venezuela, mas nada se compara a dimensão da encrenca que seria a de viver sob ameaça terrorista
    avatar
    Douglas Doge

    Mensagens : 680
    Data de inscrição : 30/06/2014

    Re: [Discussão de Domingo]O mito da minoria radical muçulmana

    Mensagem por Douglas Doge em Dom 15 Nov 2015, 11:59

    dai você olha os vídeos dos refugiados, e 99% é homem, de idade militar.

    nego tá querendo acolher, tratar com igualdade uma cultura que quer se impor à todas as outras e deixam isso bem claro, piada demais.
    avatar
    Jeremias

    Mensagens : 4563
    Data de inscrição : 30/06/2014
    Idade : 25

    Re: [Discussão de Domingo]O mito da minoria radical muçulmana

    Mensagem por Jeremias em Dom 15 Nov 2015, 14:15

    Mais sobre os ataques recentes e a destruição da Europa.



    TRIGGER WARNING: estatísticas, fatos, realidade. SJWs devem procurar supervisão dos pais e/ou médica pra assistir e se aventurar fora do Safe Space.


    _________________
    Movi os top 10 pra cá: http://pastebin.com/raw/r9NSSXXr
    Tem Mario Maker? http://pastebin.com/raw/MgfZJ3FF
    avatar
    Jeremias

    Mensagens : 4563
    Data de inscrição : 30/06/2014
    Idade : 25

    Re: [Discussão de Domingo]O mito da minoria radical muçulmana

    Mensagem por Jeremias em Dom 15 Nov 2015, 16:54

    18+:


    _________________
    Movi os top 10 pra cá: http://pastebin.com/raw/r9NSSXXr
    Tem Mario Maker? http://pastebin.com/raw/MgfZJ3FF
    avatar
    shavasko

    Mensagens : 1297
    Data de inscrição : 30/06/2014
    Idade : 32
    Localização : Ilha Solteira SP

    Re: [Discussão de Domingo]O mito da minoria radical muçulmana

    Mensagem por shavasko em Dom 15 Nov 2015, 23:05

    merda causada por intervenção do estado... simples!
    mais uma vez a ANARQUIA mostrando a resposta pra tudo
    avatar
    Cat Sensei

    Mensagens : 1660
    Data de inscrição : 30/06/2014

    Re: [Discussão de Domingo]O mito da minoria radical muçulmana

    Mensagem por Cat Sensei em Ter 17 Nov 2015, 01:54

    avatar
    Jeremias

    Mensagens : 4563
    Data de inscrição : 30/06/2014
    Idade : 25

    Re: [Discussão de Domingo]O mito da minoria radical muçulmana

    Mensagem por Jeremias em Ter 17 Nov 2015, 05:09


    O erro do video é a mensagem de entrada, falando que "não somos xenofóbicos/racistas, mas..."

    Seguinte, com esse pessoal não se deve negociar, não se deve se comprometer e tentar parecer politicamente correto. É só uma declaração que eles tem poder sobre você e sobre a sua capacidade de disseminação de informação, que parte do seu compromisso é em satisfazer a pressão da narrativa falsa ao invés de um compromisso total com a verdade e os fatos independente do que as pessoas podem dizer de você ou os rótulos de difamação barata que podem aplicar em você.

    A realidade é uma só, ela não liga pro que você pensa, e quem tem compromisso completo com ela é livre de qualquer limitação da sociedade corrupta. A realidade não deu a mínima pra criacionistas falando que o argumento da Terra girar em torno do Sol era ofensivo pra religião deles, assim como infinitos casos das várias ciências indo contra o que o estabelecimento ditava como "correto". Ela simplesmente é.

    Então se formos buscar a verdade e observar as ações e reações de tudo que ta acontecendo de maneira objetiva, então NÃO PODE existir nenhum compromisso com pressão social ou o politicamente correto. A busca da verdade e a bolha confortável do politicamente correto e sentimentos da sociedade são como água e óleo, um anula a existência do outro.

    Se forem realmente procurar a verdade, não se comprometam com nada nem ninguém, pois é assim que o mal controla a narrativa e faz com que a verdade se perca em meio a narrativa, com pessoas com medo demais de serem chamadas de rótulos difamatórios pra abrirem a boca.

    Então coloque os fatos na mesa, interprete-os de maneira lógica, busque a verdade. "Ah mas isso é racista/xenofóbico/homofóbico/fascista/nazista/caralhista/machuca meus sentimentos/me ofende" diz a sociedade atual em que você vive, FODA-SE.


    _________________
    Movi os top 10 pra cá: http://pastebin.com/raw/r9NSSXXr
    Tem Mario Maker? http://pastebin.com/raw/MgfZJ3FF
    avatar
    Cat Sensei

    Mensagens : 1660
    Data de inscrição : 30/06/2014

    Re: [Discussão de Domingo]O mito da minoria radical muçulmana

    Mensagem por Cat Sensei em Ter 17 Nov 2015, 13:10

    Jeremias escreveu:

    O erro do video é a mensagem de entrada, falando que "não somos xenofóbicos/racistas, mas..."

    Seguinte, com esse pessoal não se deve negociar, não se deve se comprometer e tentar parecer politicamente correto. É só uma declaração que eles tem poder sobre você e sobre a sua capacidade de disseminação de informação, que parte do seu compromisso é em satisfazer a pressão da narrativa falsa ao invés de um compromisso total com a verdade e os fatos independente do que as pessoas podem dizer de você ou os rótulos de difamação barata que podem aplicar em você.

    A realidade é uma só, ela não liga pro que você pensa, e quem tem compromisso completo com ela é livre de qualquer limitação da sociedade corrupta. A realidade não deu a mínima pra criacionistas falando que o argumento da Terra girar em torno do Sol era ofensivo pra religião deles, assim como infinitos casos das várias ciências indo contra o que o estabelecimento ditava como "correto". Ela simplesmente é.

    Então se formos buscar a verdade e observar as ações e reações de tudo que ta acontecendo de maneira objetiva, então NÃO PODE existir nenhum compromisso com pressão social ou o politicamente correto. A busca da verdade e a bolha confortável do politicamente correto e sentimentos da sociedade são como água e óleo, um anula a existência do outro.

    Se forem realmente procurar a verdade, não se comprometam com nada nem ninguém, pois é assim que o mal controla a narrativa e faz com que a verdade se perca em meio a narrativa, com pessoas com medo demais de serem chamadas de rótulos difamatórios pra abrirem a boca.

    Então coloque os fatos na mesa, interprete-os de maneira lógica, busque a verdade. "Ah mas isso é racista/xenofóbico/homofóbico/fascista/nazista/caralhista/machuca meus sentimentos/me ofende" diz a sociedade atual em que você vive, FODA-SE.
    O que me assusta é eles chegarem em outra pátria e exigirem que geral se adaptem aos seus costumes...se eu não como peixe, e vou a um restaurante que vende, dentre outras coisas, peixes, eu fico de boa, não me sinto ofendido. Se eles não gostam da cultura local que fiquem na deles ou voltem para o seu país! Sério tá absurdo d+, essa exigência de "Vcs tem que adaptar a nós que viemos lá da pqp".

    Vc leu a carta de uma enfermeira alemã (divulgada a pouco tempo)? Ela diz que a situação lá está consideravelmente tensa, com os imigrantes, eles não aceitam ser tratados por mulheres, as mulheres e adolescentes não podem trabalhar...leia:

    Oktoberfest Multicultural em Munique
    Carta que uma médica tcheca escreveu a um amigo. Ela é anestesiologista e trabalha num hospital de Munique. Vejam o  que está acontecendo no atual ambiente multicultural da Alemanha, segundo o que ela relata e eu traduzi do inglês - Norberto Toedter.


    “Ontem tivemos uma reunião sobre como a situação aqui e em outros hospitais de Munique ficou insustentável. As clínicas não conseguem lidar com emergências e assim começam a enviar tudo para os hospitais.

    Muitos muçulmanos estão recusando serem tratados por funcionários do sexo feminino e, nós, as mulheres, estamos nos recusando a trabalhar entre animais, especialmente africanos. As relações entre a equipe e os migrantes está indo de mal a pior. Desde o último fim de semana, migrantes que vão a hospitais têm que ser acompanhados por policiais.

    Muitos migrantes têm AIDS, sífilis, tuberculose aberta e muitas doenças exóticas, que aqui na Europa nem sabemos como tratar. Se recebem uma receita, aprendem na farmácia que têm que pagar em dinheiro. Isto leva a explosão de insultos inacreditáveis, especialmente quando se trata de remédios para crianças. Eles abandonam as crianças com o pessoal da farmácia e dizem: Então as curem vocês! 



    Portanto a polícia não tem que proteger apenas clínicas e hospitais, mas também grandes farmácias.


    Só podemos perguntar: Onde estão todos aqueles que nas estações de trem e na frente das câmeras de TV mostram cartazes de boas-vindas? Sim, por enquanto as fronteiras foram fechadas, mas um milhão deles já está aqui e, definitivamente, não seremos capazes de nos livrar deles. Até agora o número de desempregados na Alemanha era de 2,2 milhões. Agora vai ser 3,5 milhões. A maioria destas pessoas é completamente não-empregável. Um mínimo deles tem alguma educação. E mais, suas mulheres não fazem coisa alguma. Estimo que uma em dez está grávida. Centenas de milhares trouxeram consigo lactentes e crianças menores de seis anos desnutridas e negligenciadas. Se isto continuar e a Alemanha reabrir suas fronteiras eu voltarei para casa na República Tcheca. Ninguém vai poder me segurar aqui, nem com o dobro do salário. Eu vim para a Alemanha e não para África ou Oriente Médio.

    Mesmo o professor que dirige o nosso departamento falou da tristeza em ver a mulher da limpeza fazendo seu serviço há anos por 800 Euros e depois encontrar homens jovens estendendo a mão, querendo tudo de graça e, quando não conseguem, se alteram. 



    Eu realmente não preciso disso! Mas estou com medo de, se voltar, encontrar o mesmo na República Tcheca. Se os alemães, com os seus recursos, não conseguem lidar com isto, lá seria o caos total. Ninguém que não tenha tido contato com eles pode ter uma ideia de que espécie de animais que são, especialmente os da África, e como os muçulmanos agem com soberba religiosa sobre a nossa equipe. 

    Por ora nosso pessoal ainda não foi reduzido em consequência das doenças trazidas para cá, mas, com centenas de pacientes todos os dias, isso é apenas uma questão de tempo. Num hospital perto do Reno os migrantes atacaram a equipe a facadas, depois de trazerem um recém-nascido de 8 meses que estava a beira da morte, arrastado através de meia Europa durante três meses. A criança morreu depois de de dois dias, apesar de ter recebido os melhores cuidados numa das melhores clínicas pediátricas da Alemanha. O médico teve que passar por cirurgia e duas enfermeiras foram para a UTI. 



    Ninguém foi punido. A imprensa local é proibida de noticiar. Nós ficamos sabendo por e-mail. O que teria acontecido a um alemão se ele tivesse esfaqueado um médico e duas enfermeiras? Ou se ele tivesse jogado sua própria urina infectada por sífilis no rosto da enfermeira e a ameaçado de contaminação. No mínimo, iria ser preso imediatamente e depois processado. Com esse povo – até agora – nada aconteceu. 



    Então pergunto, onde estão todos aqueles que saudaram sua vinda e os recepcionaram nas estações ferroviárias? Sentados bonitos em casa, curtindo suas organizações não-lucrativas, aguardando ansiosamente os próximos trens e o próximo lote de dinheiro em pagamento dos seus préstimos como recepcionistas. 



    Se fosse por mim eu arrebanharia todos esses recepcionistas e os traria primeiro aqui para a ala de emergência do hospital, para agirem como atendentes, depois para um alojamento de migrantes, para que possam cuidar deles lá mesmo, sem policiais armados, sem cães policiais, que hoje podem ser encontrados em todos os hospitais da Baviera, e sem ajuda médica.”

    Até aqui o teor do desabafo desta profissional que nos pode dar uma ideia do que está sendo preparado como futuro através da multiculturação que está sendo impingida aos povos do velho continente, principalmente à Alemanha.





    P.S. - Em Praga a carta foi lida em TV alternativa e pode ser acompanhada com legendas em inglês no endereço abaixo:

    http://therightscoop.com/must-watch-whistleblower-doctor-explains-horrific-reality-dealing-with-muslim-invaders-in-germany/







    avatar
    Vinicius Nakata

    Mensagens : 348
    Data de inscrição : 30/06/2014

    Re: [Discussão de Domingo]O mito da minoria radical muçulmana

    Mensagem por Vinicius Nakata em Ter 17 Nov 2015, 13:56

    É o velho problema de nós humanos: tentar moldar o mundo como nós queremos que seja e não como ele realmente é. 

    Ora, até quando vamos nos iludir e viver num suposto paraíso onde a melhor escolha é abrir a porta do país pra estrangeiros entrarem? Movidos somente por emoção? Nunca ouviram falar que a emoção é a pior inimiga da racionalidade? Como você vai tomar a melhor decisão se você está só pensando em pessoas que teve seus lares destruídos em suas terras natais? Sim, eu também queria enxergar só pessoas procurando uma vida melhor, mas os dados, a situação mundial atualmente e etc - provam que não é uma escolha sábia mover somente por esse ponto de vista.

    É "feio" pensar assim, mas cadê o estudo cientifico sobre decisões políticas? Por que decisões da ciência precisam de evidências, provas e experimentação e de política não? LOGO POLÍTICA QUE DEVERIA SER MAIS NEUTRA POSSÍVEL. Por que decisões políticas não tem margem de erro calculadas? É ilógico, irracional, primitivo se deixar levar por emoções baratas e ideologias que passam longe da lógica. Chega dessa merda, por conta de decisões de fácil digestão acontecem atrocidades.
    avatar
    Douglas Doge

    Mensagens : 680
    Data de inscrição : 30/06/2014

    Re: [Discussão de Domingo]O mito da minoria radical muçulmana

    Mensagem por Douglas Doge em Ter 17 Nov 2015, 14:26

    "Ninguém foi punido. A imprensa local é proibida de noticiar. Nós ficamos sabendo por e-mail. O que teria acontecido a um alemão se ele tivesse esfaqueado um médico e duas enfermeiras? Ou se ele tivesse jogado sua própria urina infectada por sífilis no rosto da enfermeira e a ameaçado de contaminação. No mínimo, iria ser preso imediatamente e depois processado. Com esse povo – até agora – nada aconteceu."


    HUE
    avatar
    Jeremias

    Mensagens : 4563
    Data de inscrição : 30/06/2014
    Idade : 25

    Re: [Discussão de Domingo]O mito da minoria radical muçulmana

    Mensagem por Jeremias em Ter 17 Nov 2015, 15:57

    Vinicius Nakata escreveu:É o velho problema de nós humanos: tentar moldar o mundo como nós queremos que seja e não como ele realmente é. 

    Ora, até quando vamos nos iludir e viver num suposto paraíso onde a melhor escolha é abrir a porta do país pra estrangeiros entrarem? Movidos somente por emoção? Nunca ouviram falar que a emoção é a pior inimiga da racionalidade? Como você vai tomar a melhor decisão se você está só pensando em pessoas que teve seus lares destruídos em suas terras natais? Sim, eu também queria enxergar só pessoas procurando uma vida melhor, mas os dados, a situação mundial atualmente e etc - provam que não é uma escolha sábia mover somente por esse ponto de vista.

    É "feio" pensar assim, mas cadê o estudo cientifico sobre decisões políticas? Por que decisões da ciência precisam de evidências, provas e experimentação e de política não? LOGO POLÍTICA QUE DEVERIA SER MAIS NEUTRA POSSÍVEL. Por que decisões políticas não tem margem de erro calculadas? É ilógico, irracional, primitivo se deixar levar por emoções baratas e ideologias que passam longe da lógica. Chega dessa merda, por conta de decisões de fácil digestão acontecem atrocidades.

    Pois é, parece que o pessoal tem bloqueio mental em tratar políticas como trata as ciências, focando nos dados e nos resultados.

    Da-lhe foto de criança refugiada afogando na praia pra manipular a população...

    Tem várias partes mundiais que se beneficiam da "crise" dos refugiados (ao custo da população de seus países), por isso ta sendo tão empurrado tão fortemente na mídia, a narrativa é muito forte. O estado quer dependentes de um welfare state e eleitores pra expandir o poder e destruir a cultura que faz a população temer o governo, o corporativo quer mão de obra barata (vale frisar muito isso, pois é aqui que o DINHEIRO ta, dinheiro que vai tirar emprego de cidadão nativo e ainda sangrar dinheiro de volta pra Syria), os bancos querem mais dependentes de crédito e individados, a mídia quer mais veículos pra disseminação de informação a interesse de todas as partes anteriores... e assim vai, e quem paga é o cidadão dos países envolvidos, achando que ta fazendo o bem e tendo essas emoções reforçadas pela mídia e pelo ambiente social.


    _________________
    Movi os top 10 pra cá: http://pastebin.com/raw/r9NSSXXr
    Tem Mario Maker? http://pastebin.com/raw/MgfZJ3FF
    avatar
    André ► ❻ ◄

    Mensagens : 1774
    Data de inscrição : 30/06/2014

    Re: [Discussão de Domingo]O mito da minoria radical muçulmana

    Mensagem por André ► ❻ ◄ em Ter 17 Nov 2015, 21:52

    Coitada da menina. Até que ela tá muito comportada.(acho muito engraçado esse sotaque britânico, lol)
    avatar
    Douglas Doge

    Mensagens : 680
    Data de inscrição : 30/06/2014

    Re: [Discussão de Domingo]O mito da minoria radical muçulmana

    Mensagem por Douglas Doge em Ter 24 Nov 2015, 15:10

    http://time.com/4124649/ahmed-mohamed-clock-sues-irving-texas/





    só deixando isso aqui, pra quem lembra do pobre garoto inocente e vitima da sociedade com a brilhante ideia de colocar um relógio dentro de uma maleta que os SJW defenderam tanto.
    avatar
    Jeremias

    Mensagens : 4563
    Data de inscrição : 30/06/2014
    Idade : 25

    Re: [Discussão de Domingo]O mito da minoria radical muçulmana

    Mensagem por Jeremias em Qua 25 Nov 2015, 00:15

    Douglas Doge escreveu:http://time.com/4124649/ahmed-mohamed-clock-sues-irving-texas/





    só deixando isso aqui, pra quem lembra do pobre garoto inocente e vitima da sociedade com a brilhante ideia de colocar um relógio dentro de uma maleta que os SJW defenderam tanto.

    O pai desse menino é um político podre de rico já, tudo isso foi um golpe publicitário desde o começo.

    Gente lixo da pior espécie, e o fato de que a mídia e as redes sociais engoliu é testamento do declínio da civilização ocidental.


    _________________
    Movi os top 10 pra cá: http://pastebin.com/raw/r9NSSXXr
    Tem Mario Maker? http://pastebin.com/raw/MgfZJ3FF
    avatar
    Jeremias

    Mensagens : 4563
    Data de inscrição : 30/06/2014
    Idade : 25

    Re: [Discussão de Domingo]O mito da minoria radical muçulmana

    Mensagem por Jeremias em Sab 28 Nov 2015, 19:13

    Era uma vez um lugar chamado Suécia...



    _________________
    Movi os top 10 pra cá: http://pastebin.com/raw/r9NSSXXr
    Tem Mario Maker? http://pastebin.com/raw/MgfZJ3FF
    avatar
    Vinicius Nakata

    Mensagens : 348
    Data de inscrição : 30/06/2014

    Re: [Discussão de Domingo]O mito da minoria radical muçulmana

    Mensagem por Vinicius Nakata em Seg 30 Nov 2015, 11:16

    É até engraçado como essa turma do politicamente correto vai contra tudo que a ciência ensina. Vão soltando um monte de "fatos" sem evidência nenhuma, AINDA OCULTAM EVIDÊNCIAS QUE APONTAM PRO OUTRO LADO. Só ver os exemplos que esse cara do vídeo cita, nego vai bostejando soltando um monte de achismo pra parecer o "soldado da paz" e fica nessa... não há evidências o suficiente, provas, dados e etc. Trágico, cara! TRÁGICO!

    Conteúdo patrocinado

    Re: [Discussão de Domingo]O mito da minoria radical muçulmana

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua 26 Jul 2017, 13:47